O site do Gourmet trabalha com tecnologias recentes e seu browser pode não suportar todos os recursos.
Sugerimos que atualize a versão do seu navegador para ter acesso a todo o site.
Fechar esta notificação
Compartilhar Compartilhar Compartilhar Compartilhar

Contedo de   Saboreando com a Camila :: 

Que Baita Churras!

por Camila da Rosa Severo

17/01/2018 16:24     24/01/2018 16:00

Não costumo dividir aqui situações/comidas/eventos que vocês não vão poder experimentar assim
que der vontade... Mas também acho que exceções são válidas quando há um bom motivo. E este é o
caso. No último final de semana estive no Ô Churras Gramado, um evento muito legal, cheio de opções
saborosas, música boa, com chope gelado e num lugar que é uma delícia!
Funcionou assim: a gente comprava o ingresso e podia aproveitar oito horas de open food e open
bar na Caza Wilfrido, em Gramado, um espaço que fica afastado, em meio ao verde, e é bem convidativo!
E lá encontrávamos uma estrutura ótima com dez mil litros de chope e 2 toneladas de carne divididas
em dez estações, cada uma delas comandadas por um chef assador diferente e com variadas técnicas
de assar, temperos, guarnições...
Ou seja, além de tentador gastronomicamente falando, achei também um evento cultural e me fascinou
acompanhar técnicas tão bacanas, como, por exemplo, a do curanto de legumes, frutas e vegetais.
Sabe o que é? É quando tudo isso fica assando abaixo de camadas de lenha, terra, uma telinha e folhas
de bambu. Gente, que coisa mais linda de ver o momento em que o alimento, cinco horas depois, foi desenterrado.
Temperado na hora com sal e azeite, ficou uma delícia, crocante, bem do jeito que eu gosto.
Me esbaldei e até repeti!
Já o Bernardo, um carnívoro e um curioso voraz, foi passando por todas as estações e elegeu como
sua preferida a costela angus assada em fogo de chão por 6 horas... Mas também não deixamos de
comer uma das sensações do evento, o porco kalua, que é uma técnica havaiana que deixa o animal
12 horas assando enterrado. E ficou desmanchando! Outro espaço que chamou a atenção foi o varal de
frutos do ar, uma técnica que deixa a carne pendurada e assando... Tinha perdiz, faisão, codorna, pato.
Uma delícia! Ah, ainda teve o novilho sendo assado inteiro... Bah, era tanta coisa legal, que podia escrever
mais e mais páginas... Então, quem quiser saber mais, pode dar uma espiada no site www.ochurras.
com.br ou no Instagram @ochurrasgramado. Ano que vem tem mais!



Comentários