O site do Gourmet trabalha com tecnologias recentes e seu browser pode não suportar todos os recursos.
Sugerimos que atualize a versão do seu navegador para ter acesso a todo o site.
Fechar esta notificação
Compartilhar Compartilhar Compartilhar Compartilhar
  • Julio Gostisa

    Ol, seja bem-vindo ao meu blog no Gourmet. Sou um apaixonado pela indstria da comunicao e pelo mundo dos vinhos h anos! Escrever sobre vinhos subjetivo, mas quando feito com dedicao serve sim para ajudar o leitor a ganhar mais confiana. Facilitando que ele venha conhecer novas regies, uvas, vincolas ou at mesmo safras. Portanto, a ideia deste blog passar de maneira objetiva informaes uteis sobre produtores, tipos de vinhos, regies, viagens, harmonizaes ou at mesmo lanamentos no mercado gacho. Juntos iremos nos surpreender com esta indstria e no final voc certamente ir aprender a confiar mais em seu paladar!

Contedo de   Blogs#Julio Gostisa :: Por: Julio Gostisa

Febre de vinho

11/09/2017 13:51     11/09/2017 14:01

Tenho aproveitado muito pouco das postagens que vejo em minhas redes sociais, mas tive a sorte de, na semana passada, ter recebido um link da minha amiga Victoria Zara Mércio, da Estância Paraizo, que falava sobre algumas das coisas que acontecem quando somos apresentados e começamos a nos apaixonar pelo mundo dos vinhos.

Incrível a identificação que tive com alguns dos pontos da postagem e aproveitei para listar os melhores, pois acontecem como um toque de mágica naquele momento em que se começa a gostar desta bebida.

Vinho se torna fácil: quanto mais degustas e começa a conhecer, mais fácil fica falar de vinhos.

Vinho se torna assunto corriqueiro: quanto mais consome, mais vai quer falar de vinhos. Pedir vinhos em restaurantes se torna um prazer: aos poucos pedir vinhos se torna uma tarefa prazerosa.

Descobrir segredos dos vinhos: não se faz necessário gastar muito, existem segredos nos
vinhos simples.

Lojas de vinhos se tornam passeio: isso mesmo, você não se cansa de analisar rótulos e mais rótulos.

Você se torna o “amigo que conhece vinhos”: em seu grupo todos começam a te procurar para saber dicas de vinhos.

Para onde viajar: suas escolhas de viagens de férias começam a incluir regiões vitivinícolas ao redor do planeta.

Vinho se torna uma febre, uma paixão: do nada tudo começa a girar ao redor do mundo dos vinhos, mágico.

Harmonizações se tornam algo tranquilo: mitos são derrubados e você começa a curtir harmonizações.

Vinho é cultura: você começa a ler mais, se interessar mais sobre regiões, formas de produzir vinhos e sobre a história dos países produtores, portanto vinho também é cultura.

Visitas a livrarias e assinaturas: você começa a assinar revistas do mundo dos vinhos e a comprar muitos livros.

Fazer parte de um clube de vinhos: existem milhares de opções, e logo você se torno sócio de algum clube de vinhos.

Montar sua própria confraria: o mundo dos vinhos começa a ficar cada vez mais interessante, por que não montar sua própria confraria com seus melhores amigos?!

Amizades voltadas ao mundo do vinho: você começa a ter novos amigos que também dividem da mesma paixão.

Você começa a escrever sobre vinhos: são tantas informações que você acaba escrevendo tudo para se lembrar de todos os detalhes.

Compra de uma adega climatizada: febre de 40 graus, você compra uma adega climatizada para cuidar de seus vinhos!

Não se faz necessário se identificar com todos os pontos acima listados, mas garanto que a febre pega! Nesse caminho de conhecer novas regiões, escolhi o vinho em destaque, que carinhosamente apelidei de vinho da ovelhinha, afinal, nesta vida tudo é marketing e acho que este belo vinho da Campanha gaúcha irá fazer sucesso pela qualidade que apresenta. O nome verdadeiro deste vinho é Don (safra 2016) e dele foram feitas pouco mais de 3,4 mil garrafas com a variedade de uva cabernet sauvignon produzidos pela Estância Paraizo, de Bagé. Estamos falando de um vinho fácil de beber, jovem e de cor rubi límpida. No nariz ficam óbvio morangos e, para harmonizar, sugiro uma bela pizza ou tábua de frios. A nossa campanha esconde lugares mágicos e alguns quase inexplorados com rebanhos de ovelhas, em sua maioria, criados a pasto livre sem confinamento, por isso da escolha desta ovelhinha fazer parte do rótulo do Don e ressaltar um terroir de excelência que ainda será
conhecido por muitos amantes do mundo do vinho, principalmente com essa epidemia de paixão e febre pelos vinhos. Lembre... Se beber, vá de carona.

Comentários