O site do Gourmet trabalha com tecnologias recentes e seu browser pode não suportar todos os recursos.
Sugerimos que atualize a versão do seu navegador para ter acesso a todo o site.
Fechar esta notificação
Compartilhar Compartilhar Compartilhar Compartilhar

Contedo de   Matrias :: Seis dicas para turbinar o seu assado

Churrasco nosso de cada dia

24/09/2015     14h38

   O churrasco compõe a tradição e a história do Rio Grande do Sul. E mesmo com o fim da Semana Farroupilha, o cheirinho permanece em todos os cantos do Estado, principalmente aos domingos. Confira algumas dicas valiosas para que o seu espeto fique igual aos das melhores churrascarias gaúchas.

- Compre as carnes sempre em um açougue de confiança. Uma picanha, por exemplo, dificilmente possui mais de 1,1 kg. Se a peça é mais pesada que isso, provavelmente traz uma parte de coxão duro.

- Evite os tais "temperos especiais". Nenhum deles é melhor que o sal para deixar a carne deliciosa.

- Não exagere no sal. Use o sal grosso em pedras maiores em peças de carne maiores, o utilize os menores grãos nas peças pequenas. Dica: em um prato, coloque um punhado de sal e acomode a carne, jogando mais um punhado de sal sobre ela. Deixe-a próxima ao calor da brasa por uns quatro minutos. Antes de grelhá-la ou assá-la, elimine o excesso.

- Grelhar ou assar? Se ficar a 15 cm da brasa, a carne será selada ou grelhada. Essa é altura ideal para peças menores. Para assar mesmo, recomenda-se as alturas de 40 cm (para pedaços médios) e 60 cm ( para os grandes).

 

- Vire as carnes apenas uma vez. Espere que o sangue comece a aparecer em maior quantidade na parte superior e, então, inverta o lado com a ajuda de um pegador.

 

- O filé mignon pode ser utilizado em churrascos, mas precisa de um cuidado diferenciado. Essa peça precisa de um calor mais forte. Coloque a mão a 15 cm da brasa e tente contar até quatro sem que sinta queimar. Essa é a intensidade recomendada para este tipo de corte, que ótimo por conter pouca gordura.

Comentários